Sabe como gerir a sua reputação online?

Internet, redes sociais e marca pessoal são conceitos a reter no momento de procurar trabalho ou uma mudança na carreira. A Michael Page deixa algumas dicas no seu “Guia Rápido de Gestão da Reputação Online”.

 

A internet permite pesquisar oportunidades de emprego e as redes sociais são já utilizadas pelos recrutadores na procura de informação sobre os candidatos, por isso é necessário cuidar da marca pessoal, que consiste na informação que é partilhada online e que promove a carreira de uma pessoa ou alavanca a reputação de uma marca. No “Guia Rápido de Gestão da Reputação Online”, elaborado pela Michael Page, defende-se que para o sucesso entre conciliar a vaga profissional com o candidato ideal, é importante manter o perfil público, as publicações profissionais, informativas e interactivas.

Há mais de 14,4 milhões de pessoas a procurar trabalho nas redes socias, sendo que 58% dos profissionais segue as redes das empresas nas quais gostaria de trabalhar. Por outro lado, 73% dos colaboradores foram já contratados através destas redes – com enfoque para o LinkedIn, Facebook, e Twitter, e três em cada quatro recrutadores procuram os candidatos online, analisam-nos e definem os seus perfis. Este aspecto pode fazer a diferença entre o candidato ser seleccionado ou excluído de determinado processo de recrutamento.

O estudo europeu mostra também a importância das principais redes sociais no momento de recrutar – o LinkedIn lidera, seguido do Facebook e da rede Twitter em terceiro lugar.

Segundo o Guia, também a marca pessoal deve ser uma prioridade para quem procura trabalho, um novo projecto ou quer mudar de profissão. Toda a informação que uma pessoa disponibiliza online e tudo o que é escrito e mostrado sobre essa pessoa, é informação pública e ajuda a definir a respectiva marca pessoal.

 

Como melhorar a sua presença nas redes sociais

Por vezes, bastam pequenos ajustes para melhorar o seu perfil. Esta tarefa não deve demorar mais do que 15 minutos. A Michael Page apresenta seis simples passos para o fazer. E aconselha a que reveja estes pormenores de seis em seis meses para averiguar que está tudo como pretende.

– Passo 1

Pesquise o seu nome nos motores de busca. O seu nome pode ser comum por isso poderá precisar de adicionar a cidade onde vive, a empresa onde trabalha ou a escola que frequentou.

– Passo 2

Confirme as imagens do Google. É mais fácil filtrar o seu nome através de imagens do que de centenas de links.

– Passo 3

Faça uma pesquisa nas redes sociais usando os seus nomes de utilizador. Verifique todas as plataformas: Twitter, LinkedIn, Facebook, YouTube e Instagram.

– Passo 4

Comece a modificar o que encontra. Talvez tenha publicado alguma coisa embaraçosa. Talvez tenha amadurecido desde que criou a sua conta. Faça log in e apague essas publicações. O Google e o Facebook têm opções para remover conteúdos. Se quiser começar de novo, basta apagar a conta antiga e criar uma nova.

– Passo 5

Se encontrar informação que não consegue mudar ou apagar, pode criar informação boa em maior quantidade do que a má existente. Publique artigos, participe em discussões online, ou destaque o seu perfil online ao partilhar conteúdo valioso.

 

Pode consultar o “Guia Rápido de Gestão da Reputação Online” completo na página de internet da Michael Page em Portugal, aqui.

TOP