Portugal 2020- Taxa de rejeição de projetos que concorrem a fundos comunitários é muito elevada. Responsáveis pedem mais empenho aos empresários.

“Taxa de rejeição de projetos que concorrem a fundos comunitários é muito elevada. Responsáveis pedem mais empenho aos empresários.

 

   Em cada cem candidaturas aos fundos comunitários do Portugal 2020, apenas 37 são aprovadas. Quem gere os processos admite que a taxa de sucesso é reduzida, apesar de estar dentro da média da União Europeia.

 

   O problema, revelam os responsáveis, está muitas vezes na falta de dedicação dos próprios empresários no momento de entregar a candidatura. “Os fundos do Portugal 2020 não são para qualquer empresa nem para qualquer projeto”, começa por sublinhar Ana Abrunhosa, Presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional da zona Centro.

 

   A responsável, que falava no quatro debate Popular 2020 em Leiria, lamenta que nem todos os empresários entendam os “direitos e responsabilidades” que os apoios comunitários acarretam. “Às vezes parece que o projeto só se torna estratégico quando as empresas recebem uma resposta negativa, e tem de ser estratégico desde o primeiro momento, porque nós partilhamos o risco com a empresa”, salienta Ana Abrunhosa.

 

(….)

 

    A responsável reconhece que o Portugal 2020 é “complexo e burocrático e não é fácil á primeira, mas é possível, mesmo com todas estas regras”. A prova? Já foram pagos às empresas 350 milhões de euros desde o início do programa.”

 

Share this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *